Menu
Busca quarta, 22 de janeiro de 2020
Geral

Professora é presa depois de chamar vizinho de preto e 'macaco'

Ela pagou fiança e foi liberada

16 janeiro 2020 - 11h57Por Nathalia Pelzl

Professora de 48 anos foi detida suspeita de cometer injúria racial contra o vizinho em Montes Claros (MG), nessa quarta-feira (15). Ela pagou uma fiança de R$ 2 mil e vai responder pelo crime em liberdade. S

As informações são do G1. Igor Oliveira, 36 anos, contou ter sido chamado de preto e 'macaco' pela professora.

Conforme informações da Polícia Militar, Igor Oliveira afirmou ter deixado um pote com feijão no muro que divide as duas residências e, minutos depois, notou que o pote estava no chão e decidiu colocá-lo no mesmo lugar.

Neste momento, ainda segundo ele, viu que a mulher estava perto do muro e questionou sobre o pote caído.

Após ser xingado, Igor Oliveira saiu de casa e foi até um imóvel próximo, onde mora o tio da mulher, que também é locatário das casas onde ele e ela moram.

“Fui até ele no sentido de avisar que chamaria a polícia. Nesse momento, já na rua, uma amiga a viu e perguntou se ela não tinha vergonha do que estava falando, ela disse que não e ainda falou que era melhor do que pessoas iguais a mim por ter a pele mais clara”, disse ao site G1.

A professora foi autuada em flagrante por injúria racial. Ela pagou fiança e vai responder pelo crime em liberdade. Se condenada, pode pegar até três anos de prisão.