Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Geral

Proposta criminaliza a punição a trabalhador por motivo ideológico

Empregador pode ser punido com detenção de três meses a um ano e multa

04 março 2019 - 14h02Por Agência Senado

O Projeto de Lei 494/19 criminaliza a punição a trabalhador por motivo ideológico. A proposta atribui à Justiça do Trabalho a competência para o processo e julgamento.

Pelo texto, o empregador que aplicar a qualquer trabalhador a pena de demissão, de suspensão, de advertência por motivação ideológica será punido com pena de detenção de três meses a um ano e multa.
A proposta estabelece ainda que, constatada a aplicação de penalidade de caráter trabalhista por motivação ideológica, o trabalhador será indenizado por dano moral.

O autor, deputado Helder Salomão (PT-ES), afirmou que é preciso proteger os trabalhadores contra a manipulação das instituições privadas e públicas por determinadas ideologias.

“É necessário que haja tipos penais específicos para prevenir que haja demissões ou perseguições a professores – especialmente – e outros trabalhadores por sua ideologia, bem como garantir até mesmo sua indenização por dano moral e material quando houver”, justificou Salomão.

Tramitação

O projeto, que tramita conclusivamente, será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Leia Também

Carlos Eduardo foi terceira vítima da curva da morte na Salgado Filho
Cidade Morena
Carlos Eduardo foi terceira vítima da curva da morte na Salgado Filho
NA LATA: candidato guarda 1 milhão em dinheiro
Na Lata
NA LATA: candidato guarda 1 milhão em dinheiro
Na reta final, toque de recolher segue flagrando desleixo em Campo Grande
Cidade Morena
Na reta final, toque de recolher segue flagrando desleixo em Campo Grande
Sindicato para barreiras sanitárias no norte de MS
Interior
Sindicato para barreiras sanitárias no norte de MS