(67) 99826-0686
Origem - entregas

Seca nordestina migra para o sudeste. E agora?

Estiagem

23 FEV 2014
Sabesp
14h10min
Situação dos reservatórios é preocupante.

O volume de água armazenado no Sistema Cantareira atingiu 17,4% da capacidade total dos reservatórios neste domingo (23), atingindo o recorde negativo desde o início de operação do sistema em 1974, de acordo com o monitoramento da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

A seca que provocou o recorde negativo se deu em função do longo período de estiagem, cujas marcas apresentaram um volume de chuvas em fevereiro de 54,4 mm, aproximadamente 27% da média histórica para o mês.

Com essa redução substancial do volume de captação de águas, e sabido que o período de chuvas se encerra no início do mês de abril, as autoridades do setor temem um colapso do abastecimento durante o período de estiagem prevista, entre abril e outubro.

Economia

A população da Grande São Paulo aderiu à campanha da Sabesp para o uso racional de água. Entre os dias 9 e 16 de fevereiro, a economia de água ultrapassou dois mil litros por segundo, chegando a 2,12 m³ por segundo. Esta quantidade equivale ao uso de 183 mil caixas d'água (de mil litros) em um dia.

"A redução começou com 1,2 m³ por segundo e agora chegou a 2,12 m³ por segundo. Cada metro cúbico abastece 300 mil habitantes. Então, esta redução equivale ao abastecimento de 600 mil habitantes, ou seja, com o uso racional da água conseguimos abastecer uma cidade do tamanho de Osasco ou de São José dos Campos", explicou o governador Geraldo Alckmin.

A Sabesp propôs que moradores da grande São Paulo que reduzirem o consumo de água em pelo menos 20%, em um comparativo dos últimos 12 meses, terão direito a um desconto de 30% na conta. Com isso, o morador terá uma fatura com até 50% de redução.

Veja também