(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Raupp pede mobilização das Forças Armadas para combater narcotráfico nas fronteiras

Senado Federal

5 FEV 2014
Agência Senado
18h19min
Assessoria de Imprensa

O Brasil tem perdido a guerra para o tráfico de drogas, disse nesta quarta-feira (5) em Plenário o senador Valdir Raupp (PMDB-RO). Para ele, essa é a razão da falta de segurança e do número de homicídios aumentam a cada dia nas maiores cidades do país. O senador pediu o uso das Forças Armadas para combater a ação do narcotráfico internacional nas fronteiras brasileiras.

 

“A grande maioria dos presos, hoje, e a grande maioria dos crimes que são cometidos no Brasil têm uma ligação com o narcotráfico, têm uma ligação com entorpecentes. Ou é por traficantes, ou por viciados, para poderem sustentar o vício, assaltando e roubando nas ruas”, afirmou o senador.

 

Valdir Raupp acrescentou dados que mostram o aumento do caso de homicídios no Brasil. Enquanto em 1996, ocorreram 24 assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes, esse índice saltou para 27, em 2011. E entre os jovens, a situação é pior, advertiu o senador. Nesse grupo da população, durante o mesmo período, o índice passou de 42 por cem mil habitantes para 53 por cem mil habitantes.

 

Por isso, Valdir Raupp sugeriu atuação em duas frentes: na repressão ao narcotráfico, e na prevenção, com campanhas educativas sobre os malefícios das drogas.

 

“Não dá para tolerar mais o narcotráfico. Chegou a hora de as Forças Armadas Brasileiras, da Polícia Federal [agirem]. Não temos nenhuma guerra iminente, nenhuma guerra no continente sul-americano. Então que as Forças Armadas, Marinha, Aeronáutica e o Exército sejam usados para combater o narcotráfico no nosso país e nas nossas fronteiras”, opinou.

 

Raupp disse ainda estar preocupado com a superlotação dos presídios. Ele também pediu que o governo tome medidas para que os presos exerçam alguma atividade dentro dos presídios ou fora deles, após o cumprimento da pena.

 

Fonte: Agência Senado

Veja também