Menu
terça, 18 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Senar/MS qualifica agentes de saúde em Santa Rita do Pardo

30 setembro 2015 - 15h58Por Assessoria

O curso de Implantação e Manejo de Hortas oferecido pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural apresenta aos participantes técnicas corretas para o cultivo de leguminosas e hortaliças, uma alternativa de geração de renda, e ainda informações sobre o valor nutricional dos alimentos. Atento as necessidades do munícipio de Santa Rita do Pardo, o sindicato rural solicitou a qualificação para um grupo de profissionais que atuam no programa NASF - Núcleo de Apoio à Saúde da Família e para os agentes de saúde da prefeitura municipal. No total, 15 pessoas participaram do curso realizado entre os dias 15 e 18 de setembro e todas já fazem planos para dar continuidade ao aprendizado.

Uma das participantes foi a primeira dama do município, Roseli Prestes de Oliveira. Ela conta que a capacitação estimulou a criação de uma horta comunitária. “A ideia inicial era capacitar as agentes de saúde para multiplicarem com a população as vantagens de produzir alimentos orgânicos e que auxiliam na saúde de crianças e adultos. No entanto, os conhecimentos foram tantos que decidi investir em uma horta comunitária e assim incentivar mais munícipes a colaborar”, comenta.

A nutricionista Elaine Martins de Carvalho trabalha, no NASF, também participou do grupo. Ela reforça a importância do curso oferecido pelo Senar/MS para melhoria da alimentação das famílias residentes na área rural. “Aprender as técnicas corretas para implantar uma horta estimula as famílias a produzirem alimentos que muitas vezes não são consumidos por falta de recursos financeiros. Neste caso, o instrutor ensinou como incrementar a economia doméstica, incentivou o consumo de alimentos saudáveis e ainda esclareceu que o cultivo pode servir como fonte de renda”, pontua.

Para agente de saúde, Maria Helena Lima, que visita várias famílias diariamente, é uma oportunidade de exemplificar que alternativas simples e com baixo custo contribuem para a saúde das famílias e prevenção de doenças. “Saio daqui com mais uma bagagem de conhecimento para repassar a comunidade. Em minhas próximas visitas já quero iniciar este trabalho, mostrando, que é muito melhor ter um quintal com plantação de verduras e legumes, estimulando assim o aproveitamento de espaço e a limpeza dos terrenos”, considera.