Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Só aviso bancário não é garantia de obtenção de ingresso da Copa 2014

Alerta

1 NOV 2013
Redação
11h26min
Fabricio, um dos torcedores que recebeu aviso bancário sobre compra de ingressos. Foto: Letícia Moreira/Folhapress

O engenheiro Renato Salvarani, 36, recebeu ligação do banco para checar movimentações no cartão de crédito e ficou surpreso quando foi informado que havia um débito de Fifa World Cup 2014. O valor de R$ 2.450 representa dois dos sete pedidos de ingressos que solicitou para a Copa do Mundo.

O geólogo Fabricio Mirandola, 32, foi outro que recebeu um comunicado do banco e comemorou. Ele, Salvarani e os demais torcedores que já receberam a informação por meio do banco, porém, não estão com os ingressos garantidos. E todos os que não receberam comunicação bancária ainda podem obter um bilhete.

Na primeira etapa de venda de ingressos da Copa, encerrada no último dia 10, a Fifa usou um sistema de sorteio, já que há maior procura do que bilhetes disponíveis. Foram 6,2 milhões de pedidos, para 1 milhão de entradas.

Com atraso de dez dias, o sorteio teve início na última terça e a entidade diz que até 10 de novembro todos os torcedores que solicitaram ingressos saberão se foram ou não sorteados.

A entidade disse que avisará os torcedores sobre o resultado do sorteio no mesmo momento. Mas informou que, como em qualquer outro negócio, precisa consultar bancos ou empresas de cartão para saber se há limite financeiro disponível do cliente para confirmar a venda.

Tendo a liberação financeira, faz o débito, e aqueles que têm sistema de aviso sobre movimentação financeira recebem mensagem ou ligação dos bancos, como aconteceu com Salvarani e Mirandola.

A entidade que organiza o Mundial informa que é preciso receber a notificação dela por e-mail ou mensagem de texto para ter a garantia de que o ingresso foi adquirido.

É por isso que, mesmo após o aviso do banco, o torcedor que acessa o site da Fifa (único meio possível para comprar ingresso) verifica que o pedido continua pendente.

A Fifa afirma ainda que, conforme prevê o regulamento, quem fez o pedido na primeira fase da venda e for sorteado agora terá o valor debitado, sem consulta prévia.

Fonte: Folha de S. Paulo

Veja também