TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Geral

Submarino argentino 'implodiu', diz chefe da base naval de Mar del Plata

Embarcação ARA San Juan desapareceu há um ano e tinha 44 tripulantes a bordo

17 novembro 2018 - 12h30Por O Globo

O submarino argentino ARA San Juan , que estava desaparecido há um ano e foi encontrado neste sábado , sofreu uma implosão, informou o chefe da base naval de Mar del Plata, Gabriel Attis, horas após a descoberta dos destroços.

- O submarino sofreu uma implosão. Ele é visto por completo, mas obviamente implodiu - disse Attis a repórteres.

A embarcação foi localizada no fundo do mar com o casco "totalmente deformado, desmoronado e implodido" e sem "aberturas consideráveis",  disse Attis, ao ler um relatório sobre o que foi encontrado para parentes dos 44 tripulantes que estavam a bordo do submarino.

Ele também afirmou que partes da hélice estavam enterradas e remanescentes foram espalhados por um raio de 70 metros.

- Um tubo de ar de alta pressão foi detectado no fundo. Mais adiante, foram encontrados pedaços da área de livre circulação da popa. No entorno, se avistou o casco resistente em sua totalidade, desde a popa até a proa, observando que não se encontrou nenhuma parte externa ao casco ligada ao mesmo - disse ele, segundo a agência pública de notícias argentina Télam.

O chefe da Base Naval de Mar del Plata também indicou que "avançando em direção à proa, pudemos ver três mastros direcionados à ré, interpretando que correspondem ao periscópio de ataque, além do periscópio de observação e do mastro".

- Na proa, os tubos de torpedos foram observados sem as portas externas e a ausência dos tanques de lastro e livre circulação - descreveu. - À frente, foram identificados o tanque de embarque de torpedos, a escotilha de baterias fechadas e a guarita de mergulhadores.

O último contato com o submarino "ARA San Juan" ocorreu em 15 de novembro de 2017, quando navegava no Golfo de São Jorge, a 450 km da costa.