Menu
Busca domingo, 08 de dezembro de 2019
Geral

Suspeito de perseguir e matar engenheira por causa de trânsito lento é preso

Homem se apresentou acompanhado de dois advogados

11 novembro 2019 - 14h36Por Diana Christie

Acompanhado de dois advogados, o motorista Jackson Furlan, 29 anos, se entregou para a polícia neste domingo (10), em Sorriso, no Mato Grosso. Ele é suspeito de matar a engenheira agrônoma Julia Barbosa de Souza, 28 anos.

O delegado André Ribeiro disse ao G1 que Jackson ficou em silêncio durante o interrogatório, mas a polícia acredita que ele nem discutiu com a vítima, que estava em uma caminhonete com o namorado.

“Eles estavam na Avenida Brescansin, que é uma avenida de trânsito lento, os carros sempre andam devagar. O suspeito estava furioso acelerando a caminhonete querendo ultrapassar o veículo da vítima, mas aquela avenida não permite ultrapassagens”, explicou.

Segundo o delegado, Jackson estava com tanta raiva do trânsito lento que perseguiu a caminhonete da frente e atirou, atingindo a cabeça de Julia.

“Eles tentaram despistar o suspeito e até conseguiram por um período, mas ele voltou a persegui-los incansavelmente. Não teve discussão, o vidro da porta da caminhonete (no lado do passageiro) estava a todo tempo fechado. Não há argumentos que justifique esse crime”, ressaltou.

Paranaense, Julia estava com o namorado a passeio na cidade. Ela queria comprar um chocolate e procurava uma conveniência quando cruzou com o assassino. Ele buzinou para forçar a ultrapassagem, mas sem conseguir o que queria, perseguiu e atirou contra o casal.

Julia foi baleada na cabeça e morreu. A caminhonete usada por Jackson era emprestada e ele a abandonou em um matagal.