TCE MAIO
(67) 99826-0686

Traficante e usuários são presos em Três Lagoas

Prisão

22 FEV 2014
Rádio Caçula
18h17min
Foto: Rádio Caçula

Uma pessoa foi presa e quatro foram detidas pela ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior, por envolvimento com tráfico de drogas na madrugada do sábado (22) por volta das 04:30 hs no Bairro Jardim Dourados em Três Lagoas, a 310 quilômetros de Campo Grande. 

Em rondas ostensivas pelas ruas do bairro, os policiais avistaram B.R.N. (24), que tem várias passagens pela polícia por porte e consumo de drogas, ao ser abordado foi encontrada com ele uma pequena porção de crack, questionado a respeito da origem da droga, o usuário disse que teria comprado de uma pessoa de nome Marcelo.

Com a informação obtida, a viatura se deslocou até a Rua Graça Aranha no Jardim Dourados. Chegando ao local, os policiais se depararam com C.A.J. (49), T.A.F. (27) e S.F.R. (48), três usuários de drogas que estavam na frente do endereço indicado. O proprietário da residência ao perceber a presença da polícia tentou empreender fuga entrando na casa.

Marcelo Pereira Mendes (46) tentou trancar-se dentro de casa, mas os policiais deram voz de ordem de saída a ele, a qual foi obedecida. Na incursão os policias puderam perceber que Marcelo tentou “dispensar” algo através do vaso sanitário, mas na continuidade das buscas, em cima do banco de uma moto estava uma quantidade de substância análoga a crack e também a quantia de R$25,00, valor esse relatado pelo primeiro usuário abordado, dizendo que o dinheiro a qual ele tinha comprado crack anteriormente ainda estava no mesmo lugar que ele deixou a Marcelo.

No interior da casa ainda foram encontrados, aparelhos celulares, netbook, aparelho de DVD com controle e caixinha de som, materiais esses que o acusado não soube relatar a procedência.

Mediante os fatos, Pereira recebeu voz de prisão sob a acusação de tráfico de drogas, sendo levado juntamente com a droga e os produtos a Sala de Elaboração de Ocorrências da Polícia Militar, assim como também os usuários como testemunhas.

Enquanto os policiais registravam a ocorrência, o celular de Marcelo tocava sem cessar com chamadas de usuários pedindo drogas.

Posteriormente, Pereira foi encaminhado a DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para as providências legais.

Veja também