TJMS JANEIRO
Menu
sexta, 21 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

COI identifica três refugiados com nível olímpico e dará suporte para vê-los na Rio 2016

11 dezembro 2015 - 17h23Por ESPN

Uma nadadora síria na Alemanha, um judoca congolês no Brasil e uma lutadora de tae-kwon-do iraniana na Bélgica foram os três primeiros refugiados identificados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) com potencial para estarem nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.


A iniciativa faz parte da campanha da entidade para ajudar os esportistas forçados a abandonarem seus países em meio a conflitos.

Com a ajuda dos comitês olímpicos nacionais, o COI começou a fazer um acompanhamento destes atletas, além de fornecer assistência financeira e técnica através dos programas de Solidariedade Olímpica.

As respectivas federações internacionais avaliaram que a capacidade dos três nomes era suficiente para estarem na Rio 2016. "Nós faremos tudo o que pudermos para apoiar estes atletas de alto nível que se encontram nesta situação", afirmou o espanhol Pere Miró, diretor adjunto do COI.

O Comitê Olímpico Internacional criou este ano um fundo de dois milhões de dólares para programas de ajuda a refugiados, e mais de 15 entidades nacionais estão aproveitando os recursos.