ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686

Vereador é suspenso após atribuir chuvas ao casamento gay

Reino Unido

19 JAN 2014
EFE
16h15min
Foto: Reprodução

Um caso chamou atenção dos parlamentares do Reino Unido, quando um vereador havia atribuído o momento de chuva na região, devido aos casamentos gays que estão ocorrendo no país.

O Partido pela Independência do Reino Unido (UKIP), que tem ideologia anti-europeia e antimigração, suspendeu neste domingo (19) um vereador que havia dito que as recentes tempestades e inundações na Inglaterra à aprovação do casamento gay.

Em carta a um jornal local, o vereador David Silvester disse que o Reino Unido se viu 'assediado pelas tempestades' desde a aprovação pelo parlamento da lei que permitirá a partir deste ano o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

Silvester, vereador do UKIP em Henley-on-Thames, no condado de Oxfordshire disse ter alertado o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, que haveria 'repercussões' se ele aprovasse o casamento homossexual e que as recentes inundações em algumas regiões inglesas provaram isso.

Para Silvester a legislação resultaria em um 'desastre' porque o homossexualismo é uma 'doença espiritual' que pode ser tratada.

O líder do partido, Nigel Farage, se comprometeu a erradicar posições 'extremistas' do partido antes das eleições municipais e europeias, em maio.

UKIP, grande ameaça à direita ao Partido Conservador de David Cameron, suspendeu o vereador de militância depois de ele reafirmar hoje seus comentários em declarações a vários veículos britânicos apesar de ter sido alertado para que não o fizesse.

Pouco antes, o partido tinha dito que essas eram opiniões pessoais de David Silvester e não do UKIP. 

Veja também