Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
Geral

Senadores ouvem relato dramático sobre tratamento das vítimas da Boate Kiss

Quase um ano

02 dezembro 2013 - 11h42Por Redação

Depois de relatar o drama que passou ao cuidar das vítimas do incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), há cerca de um ano, a  médica Solange Garcia advertiu os integrantes da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da urgência em se adotar um programa de atendimento a pessoas intoxicadas. O programa teria os moldes daquele criado há 20 anos para salvar vidas de cidadãos picados por cobras e outros animais peçonhentos.

Segundo Solange, assim que constatou a intoxicação por cianeto, ela lutou "incansavelmente" para que fosse importado um antídoto. No entanto, as autoridades médicas e o governo demoraram a perceber a necessidade da compra desse medicamento. Quando, por fim, o remédio chegou a Santa Maria, 19 vidas foram salvas.

A Comissão de Direitos Humanos debate nesta manhã as consequências do incêndio na boate Kiss e os desdobramentos do caso na Justiça. A tragédia deixou 242 mortos e 116 feridos, sendo o segundo maior incêndio no Brasil em número de vítimas, e foi causada pelo uso de um sinalizador aceso dentro da casa noturna, segundo as investigações.

Além de Solange Garcia, que é professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), participam do debate Tarso Monteiro Abrahão, coordenador-Geral da Força Nacional do SUS do Ministério da Saúde; Luis Antonio Camargo de Melo, procurador-geral do Trabalho do Ministério Público do Trabalho; Adherbal Alves Ferreira, presidente da Associação dos Familiares das Vítimas e Sobreviventes da Tragédia na Boate Kiss; e Alex Monaiar, coordenador geral do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (RS); além de representantes do Ministério da Justiça e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Os interessados podem participar enviando perguntas e sugestões pelos canais de comunicação interativa do Senado, pelas redes sociais e pelo Alô Senado, ligando para 0800 61 22 11 (ligação gratuita).

Fonte: Agência Senado

Leia Também

Bombeiros que lutaram contra as chamas em MS recebem homenagem em Campo Grande
Cidades
Bombeiros que lutaram contra as chamas em MS recebem homenagem em Campo Grande
Prefeitura vai recorrer de decisão que aumenta tarifa do ônibus em Campo Grande
Cidade Morena
Prefeitura vai recorrer de decisão que aumenta tarifa do ônibus em Campo Grande
Imposto deve ser cobrado e tarifa de ônibus aumenta na Capital, decide desembargador
Cidade Morena
Imposto deve ser cobrado e tarifa de ônibus aumenta na Capital, decide desembargador
Com 4 acidentes em 15 dias, moradores sinalizam Jerônimo de Albuquerque por conta própria
Cidade Morena
Com 4 acidentes em 15 dias, moradores sinalizam Jerônimo de Albuquerque por conta própria