TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 01 de julho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Interior

Adolescente é apreendido após confessar homicídio em fazenda

Menor matou homem porque ele fazia 'brincadeiras sem graça'

14 março 2017 - 14h28Por Redação com Edição de Notícias

Um adolescente de 16 anos foi apreendido ontem (13) por uma equipe da Polícia Civil de Coxim, depois de confessar ter matado um homem em uma fazenda localizada no Pantanal. Ele acertou um tiro de espingarda no tórax de Antônio Pacífico, 55 anos.

Segundo informações do site Edição de Notícias, o menor matou o homem porque a vítima fazia brincadeira “sem graça”. Para executar o crime, ele esperou o gerente deixar a propriedade rural, que fica a cerca de 100 quilômetros de Coxim, e esperou Pacífico ir dormir.

A vítima dormia quando ele efetuou o primeiro disparo, mas errou. Ao acordar assustado, Pacífico correu, mas o autor atirou mais duas vezes, acertando um dos disparos. Ainda com vida, ele correu e acabou caindo próximo de uma cerca, onde morreu na noite deste domingo (12).

Investigação

Para chegar ao local, a Polícia Civil teve de se deslocar de aeronave, pois nessa época do ano as estradas estão alagadas no Pantanal. Ao chegarem na fazenda, o adolescente tentou enganar os investigadores, inventando duas versões.

A primeira de dois homens encapuzados chegaram na propriedade cobrando uma dívida de Pacífico. Os três teriam se desentendido, entrado em luta corporal e um dos cobradores acabou atirando. A segunda foi de roubo. Entretanto, nenhuma das versões convenceu a polícia.

O autor chegou a dizer que os homens chegaram e partiram a pé, o que seria muito difícil devido a cheia na região, com água transbordando para todos os lados. Certos de que o adolescente não estava falando a verdade, os policiais continuaram conversando com ele, que acabou confessando o crime e contou detalhes.

Depois de matar a vítima, o adolescente limpou e escondeu a arma, assim como queimou roupas e documentos de Pacífico, na tentativa de reforçar a versão do roubo. Pouco tempo depois do crime, o autor ligou para o proprietário da fazenda, que acionou a Polícia Civil.

O adolescente foi apreendido e trazido para a delegacia de Polícia Civil, onde ficará até a audiência de custódia. De acordo com a delegada Silvia Elaine Girardi Menck, ele vai responder por ato infracional equiparado a homicídio doloso, quando há intenção de matar.

A arma, uma espingarda Winchester de calibre 44 também foi apreendida, com seis munições. Autor e vítima trabalhavam e moravam na propriedade rural.