TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 01 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Interior

Após fake news sobre morte e estupro de menino de 9 anos, Perícia desmente caso

A nota oficial foi necessária depois que um veículo de comunicação de Corumbá divulgou o caso com dados falsos

28 julho 2020 - 13h15Por Rayani Santa Cruz

Após a publicação de uma Fake News, envolvendo o caso de uma criança de 9 anos, encontrada morta no dia 24 de julho, no Assentamento Tamarineiro I, em Corumbá, a Perícia da Polícia Civil do município emitiu nota oficial.

A nota foi elaborada devido à repercussão falsa de que o menino teria sido estuprado. Um veículo de notícias do município afirmou que o garoto não havia cometido suicídio e informava que “supostas fontes” teriam dito que houve registro errado da ocorrência e que o garoto não conseguiria fazer um nó na corda para o suicídio. 

Com isso, a  Perícia Técnica da Polícia Civil de Corumbá disse em nota que laudos periciais do local e necroscópico “asseguram a tese de suicídio e não foram encontrados indícios de estupro no corpo do menino”. Conforme o Diário Corumbaense o setor disse ainda que a informação falsa não partiu da equipe da Perícia. 

Veja a nota na íntegra:

“A perícia por meio de laudos periciais do local e necroscópico asseguram a tese do suicídio e não foram “encontrados indícios de estupro “conforme a matéria afirma com o agravante de declarar que tais informações foram dadas pela Perícia.  A informação de massa tem como pilar a informação averiguada e concatenada com a verdade para que seja de fato formado um juízo correto e responsável. Considerando as consequências danosas, principalmente à família que se encontra em situação de fragilidade e dor diante de um fato tão lamentável e cruel que é a morte de um filho – criança. Tal situação enseja em si cuidado especial a ser dado por quem a notícia. Em nome da Perícia Criminal de Corumbá e em respeito à família utilizamos desse meio a fim de esclarecer a população diante da notícia equivocada”.