TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Após escola, criança recebe bebida alcoólica e é estuprada por dois adolescentes

A criança foi intoxicada e abusada dentro de uma residência

2 DEZ 2016
Dany Nascimento
13h16min
Foto: Edição MS

Uma criança de 10 anos foi intoxicada por bebida alcoólica e, em seguida, acabou sendo violentada sexualmente por dois adolescentes, um de 15 e outro de 16 anos. O crime aconteceu na tarde de ontem (1º), em uma casa na Rua Dos Castilhos, no bairro Santa Maria, em Coxim.

A mãe do menino estranhou a demora dele em voltar para a casa após a saída da escola e saiu para procurar o filho, acompanhada do marido. Eles encontraram a bicicleta do menino em uma casa e, ao entrar no local, o padrasto encontrou o enteado em uma cama dopado por bebida alcoólica.

De acordo com o site Edição Notícias, o menino foi levado imediatamente para o Hospital Regional Álvaro Fontoura e a delegada titular de Coxim, Silvia Elaine Girardi dos Santos, foi até a unidade onde o menino relatou que só se lembrava que foi obrigado a ingerir bebida alcoólica.

O garoto foi submetido a exames que constataram a intoxicação alcoólica e o abuso sexual. Equipes do SIG (Serviço de Investigação Geral) e do Núcleo Regional de Perícias foram até o imóvel e apreenderam duas garrafas de bebidas, sendo uma de vodca e outra de cachaça, copos, uma cueca e duas camisinhas.

Um adolescente de 16 anos foi abordado pelos policiais e encaminhado para prestar esclarecimentos na Delegacia pela ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior), devidamente acompanhado dos pais. Ele confessou que começou a praticar os atos enquanto dava banho no garoto de 10 anos e depois que ele vomitou na cama onde estavam deitados.

Ele disse ainda que contou com a participação de outro adolescente, que seria seu amigo. O outro suspeito também foi localizado e apreendido, mas nega as acusações feitas pelo amigo. Ele afirmou que foi embora e não teria participado do estupro. Ambos estão apreendidos por ato infracional equiparado a estupro de vulnerável na Delegacia de Polícia Civil e aguardam a decisão da Justiça.

Conforme a delegada, a mãe do adolescente de 16 anos também vai responder criminalmente por ter deixado o filho sozinho em casa, já que havia viajado e deixado bebida alcoólica ao alcance.

O garoto permanece internado no Hospital Regional em estado grave.

Veja também