Menu
quarta, 12 de agosto de 2020
Interior

Após ser flagrado com drogas, cadeirante oferece R$5 mil para policiais

Conhecido da polícia

24 outubro 2013 - 12h06Por Kerolyn Araújo

Ontem (23), um cadeirande identificado como Marcos Batista, 46, foi preso pela equipe de Rondas Ostensivas Táticas do Interior (Rotai), em Três Lagoas.

A Rotai fazia patrulhamento na região do Bairro Alto Boa Vista, quando perceberam que ao avistar os policiais, o cadeirante logo entrou para sua residência e trancou os portões. Desconfiando da atitude do homem, a equipe de polícia resolveu fazer a abordagem.

Ao entrarem na casa,  Marcos demonstrou muito nervosismo. Logo, os policiais começaram a vistoria na residência e encontraram drogas no telhado e embaixo das pernas do cadeirante. Ao todo, foram apreendidos aproximadamente 08 gramas de entorpecentes, uma balança de precisão, 33 cápsulas de arma de fogo de calibre 38 e R$620,00 em dinheiro.

Marcos ainda ofereceu R$5 mil reais aos militares para que eles não efetuassem a prisão. O acusado foi encaminhado a Delegacia e posteriormente será levado para o Presídio de Segurança Média onde responderá pelos crimes de tráfico e corrupção ativa.

Histórico do Acusado

Marcos Batista tem passagens pela polícia por vários crimes, entre eles violência doméstica, tráfico, porte ilegal de armas e receptação. O acusado faz parte de uma facção criminosa que atua em todo o Brasil.

Há dez anos, o acusado foi preso e na delegacia tentou pegar a arma de um policial, o mesmo para se defender efetuou um disparo, que foi o suficiente para Marcos Batista ficar paraplégico.

 

Leia Também

Cemitério diz que 'sumiço de cadáver' foi autorizado por filha, mas não evitou bizarrice em enterro
Cidade Morena
Cemitério diz que 'sumiço de cadáver' foi autorizado por filha, mas não evitou bizarrice em enterro
Gasolina e diesel ficam mais caros nesta quinta-feira, anuncia Petrobras
Geral
Gasolina e diesel ficam mais caros nesta quinta-feira, anuncia Petrobras
Máscaras feitas por empresa em Campo Grande viram deboche entre alunos no Amazonas
Cidade Morena
Máscaras feitas por empresa em Campo Grande viram deboche entre alunos no Amazonas
Joice Hasselman terá de pagar R$ 30 mil por erro em livro sobre a Lava Jato
Geral
Joice Hasselman terá de pagar R$ 30 mil por erro em livro sobre a Lava Jato