TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Dupla confessa que torturou e carbonizou vendedor durante assalto

Barbárie

3 DEZ 2013
Douradosagora
16h17min
O carro da vítima foi recuperado

Policiais do Serviço de Investigações Gerais (SIG) e Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira (Defron) prenderam dois jovens, de 18 e 20 anos, residentes no Jardim Água Boa que, segundo o SIG, confessaram participação na morte do vendedor Gelson Albuquerque Macena, de 43 anos.

A dupla identificou um outro rapaz, de 19 anos, morador na Vila Hilda. Ele está foragido mas deve ser apresentar nas próximas horas, em companhia de advogada.

De acordo com a polícia, o trio supostamente pretendia vender na fronteira o carro que acabou sendo abandonado porque um dos pneus furou.

Conforme noticiado pelo Douradosagora, a vítima saiu da casa da mãe, no Jardim Itália, dizendo que iria vender o carro Fiat Uno e desapareceu. Denúncia levou a polícia ao local onde o corpo dele foi encontrado carbonizado, no final da manhã de ontem.

Segundo a polícia, Gelson foi torturado antes de ser carbonizado. O corpo apresenta também sinais de facadas no peito e o pescoço foi degolado. Na nuca, há perfuração supostamente provocada por um tiro.

A vítima foi reconhecida por familiares através das roupas que usava. Em avançado estado de decomposição, o corpo foi encaminhado ao Instituo Médico Legal (IML) de Dourados.

Conforme o delegado Adilson Stiguivitis, os três por enquanto serão enquadrados pelo crime de homicídio qualificado com ocultação de cadáver, mas poderão ser indiciados por latrocínio (roubou seguido de morte).

Veja também