(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Fazendeiros são autuados em R$ 5 mil por exploração e armazenamento de madeira

As atividades foram paralisadas e a madeira apreendida

4 DEZ 2016
Da redação
08h21min

Em uma operação em propriedades rurais dos municípios de Nioaque e Aquidauana, Policiais Militares Ambientais de Aquidauana autuaram na sexta-feira (2), dois proprietários rurais por exploração de madeira protegida. Segundo informações da polícia, em uma fazenda, à margem da rodovia BR- 419, no município de Nioaque, os policiais localizaram seis árvores de aroeira (protegida legalmente) derrubadas sem autorização ambiental.

Um pecuarista de 59 anos, residente em Aquidauana, realizava o corte das árvores para exploração da madeira. As atividades foram paralisadas e a madeira apreendida. O fazendeiro foi autuado administrativamente e multado em R$ 3 mil.

Na mesma operação, a equipe localizou em uma propriedade rural no município de Aquidauana, também na rodovia MS-419, grande quantidade de aroeira (protegida) armazenada sem autorização ambiental. Foram apreendidas 211 estacas e 51 firmes para cerca, medindo 7,4m³. O fazendeiro de 79 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.220 mil.

Ambos os infratores também responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a dois anos de reclusão. A portaria 83 N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da "aroeira" e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

Veja também