TCE 27/10 a 29/10
Menu
quinta, 28 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Interior

Funcionários param abate de frangos e denunciam trabalho exaustivo em Sidrolândia

Esteira com as aves gira muito rápido e trabalhador se lesiona, dizem sindicalistas

07 outubro 2021 - 16h38Por Thiago de Souza

Cerca de 400 trabalhadores do frigorífico de aves da JBS, pararam as atividades, em protesto contra o ritmo exaustivo de trabalho, na unidade de Sidrolândia. O caso ocorreu no final da manhã desta quarta-feira (6). 

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Carnes e Aves de Sidrolândia, os funcionários pararam o trabalho por conta própria, inclusive sem avisar o sindicato. O local afetado pela paralisação foi o primeiro turno da Sala de Corte. 

A entidade destacou que o ritmo exaustivo de trabalho reflete em dezenas de afastamentos por lesões. 

Pelo Facebook, um membro do Sindaves disse que o problema é antigo, mas que não teve solução até o momento. 

‘’Eram abatidos 180 mil aves em três turnos e hoje está abatendo  205 a 210 mil frangos nos três turnos, exemplifica o sindicato. 

O sindicato diz que tenta agendar reunião com a gerência da empresa para tratar do ritmo do trabalho, além da entrega de atestados médicos. 

‘’Não vamos aceitar gerência e supervisores coagirem funcionários nos setores’’, disse no vídeo. 

O espaço está aberto para manifestação da JBS.