TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Interior

Homem vai caçar javali e morre com tiro acidental

Durante a caçada, ele perdeu o controle da moto que estava e atirou contra ele mesmo

06 janeiro 2019 - 08h30Por Anna Gomes

Douglas Juliano Bortoluzzi da Silva,35, morreu durante uma caçada a um javali. O homem teria realizado um disparo acidental e supostamente teria atirado contra ele mesmo. O fato aconteceu na tarde de ontem (5), em um canavial localizado em Nova Alvorada do Sul.

Segundo o site Alvorada Informa, outros dois homens que estavam caçando com Douglas contaram que o trio foi até a zona rural da cidade e durante a perseguição ao animal perderam o controle de uma motocicleta e acidentalmente Bortoluzzi atirou contra ele mesmo acidentalmente.

Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no hospital. Os policiais militares foram até o local que era de difícil acesso, onde conseguiram localizar duas armas de fogo, sendo duas espingardas, uma de pressão modificada para 22 e a outra calibre 32.

Os dois homens foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, juntamente com as armas apreendidas. O caso segue sendo investigado.

Caçada de javali

Conforme parte da publicação do G-1 de 1º de fevereiro de 2013,O governo brasileiro deu aval  sexta-feira 1º de fevereiro de 1º de fevereiro de 2013, para iniciar a caça de javalis-europeus e de seu híbrido com o porco doméstico, popularmente chamado de javaporco, considerados animais exóticos que ameaçam a biodiversidade do país.

De acordo com instrução normativa publicada no “Diário Oficial da União” pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), a decisão pelo abate para reduzir a população de javalis ocorreu após registro de ataques a humanos, a animais silvestres e domésticos, e danos a plantações e florestas.