Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
GOV FEMINICIDIO
Interior

Jornalista sofre sequestro relâmpago em Dourados

Susto

20 outubro 2013 - 10h30Por Da Redação

Uma jornalista de 26 anos, moradora no jardim São Pedro, periferia de Dourados, foi vitima de sequestro relâmpago por volta das 15h30 de ontem, no cruzamento da avenida Weimar Gonçalves Torres, com a rua Coronel Ponciano, próximo à igreja Nossa Senhora de Fátima, na Cabeceira Alegre.

De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado na delegacia do 1º Distrito Policial, a jornalista parou o veículo que dirigia, um Fiat/Uno, de cor vermelha, com placas NRH 0863, de Dourados, para comprar uma bandeja de morangos e quando voltava para o carro oi surpreendido por um desconhecido.

O assaltante obrigou a vitima a entrar no veículo e exigiu dinheiro, mas foi informado que não tinha. Ato seguinte, o ladrão obrigou a jornalista a ir até uma agência do Banco do Brasil para fazer um saque, mas como não havia limite disponível, o marginal frustrado novamente.

Em seguida o assaltante levou o veículo até uma matinha, nas proximidades da sede do Senai (Serviço Nacional da Indústria), onde abandonou a vitima fugindo em seguida.

A jornalista conseguiu sair da mata e pegar uma carona, seguindo até a delegacia para registrar queixa a respeito do ocorrido, onde foi informada que o veículo havia sido recuperado por uma equipe da Guarda Municipal de Dourados, na rua Uirapuru, no BNH 4º Plano.

Leia Também

VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Geral
VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
Cidade Morena
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
Geral
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia
Geral
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia