(67) 99826-0686

Mãe e filho são apedrejados e esfaqueados em festa de formatura em aldeia indígena

Aldeia São João fica em Porto Murtinho. Cinco homens são suspeitos do crime

18 DEZ 2016
Thiago de Souza
12h34min
Indígenas foram apedrejados e esfaqueados em formatura

Dois indígenas, mãe e filho, foram apedrejados e esfaqueados, durante e depois de uma festa de formatura de uma escola estadual, na Aldeia São João, região de Porto Murtinho. O fato aconteceu na madrugada deste domingo (18).

Conforme o boletim de ocorrência, os índios Ednaldo e a mãe, Anizia, estavam na formatura do nono e terceiro anos quando um grupo onde estavam Erlei Matechua, conhecido como 'Chuquinha', Cléber, chamado de 'Baiano', Carlos Daniel Bertolino, Nelson Simeão, chamado de 'Branco' e Ercílio Simeão, apelidado de 'Choloca', começaram a jogar pedras nas vítimas e depois pararam a agressão. Porém, já fora da escola, as vítimas  seguiam para a casa quando foram surpreendidas novamente, desta vez com faca. Ednaldo sofreu diversos golpes na cabeça e sua mãe teve cortes nos braços.

Ainda segundo relato policial, os agressores foram contidos, mas fugiram do local. Os feridos foram levados para o Hospital Darci João Bigaton, em Bonito, que era mais próximo do que Porto Murtinho. 

No momento da confecção do boletim de ocorrência, Ednaldo, em estado mais grave, estava sendo preparado para ser levado para a Santa Casa de Campo Grande. 

 

Veja também