domingo, 21 de julho de 2024

Busca

domingo, 21 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Interior

há 1 semana

Mãe queima a mão da filha como forma de castigo e é indiciada por tortura em Bataguassu

Mulher relatou que filha pegou valores escondidos do pai e estava apresentando com um comportamento inadequado

Mulher, de 35 anos, foi indiciada pelo crime de tortura cometido contra a própria filha, uma adolescente, de 13 anos, após ela ferir a mão dela com uma colher quente como forma de castigo, em Bataguassu - a 340 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações da Polícia Civil, a denúncia chegou de maneira anônima e dois conselheiros tutelares foram até a residência, quando conversaram com a vítima, onde ela relatou ter pego R$ 50 do seu pai para comprar chinelo. Porém, esse valor teria sido adquirido de forma escondida.

Quando descobriu, o pai relatou para a mãe da menina, que ao saber da situação, esquentou uma colher no fogo e pressionou contra a palma da mão da garota como forma de castigo, o que causou queimaduras de segundo grau, além de sofrimento físico e mental.

O ato foi presenciado pela irmã mais nova da vítima, de 8 anos, e teria tido, em tese, o consentimento do pai. A mãe confessou a prática do ato e justificou que a filha já apresentava comportamentos inadequados há algum tempo. Ela também mencionou que, no dia do incidente, a filha confessou ter pegado uma quantia de dinheiro significativa anteriormente, o que a levou a tomar a ação extrema como uma forma de correção.

O pai, por sua vez, confirmou que a mãe queimou a mão da filha, mas afirmou não ter presenciado o ato e só tomou conhecimento posteriormente. Além disso, informou que a filha ficou sem dormir vários dias em razão das dores ocasionadas pelas queimaduras.

Após as diligências, a Polícia Civil encerrou o caso e indiciou a mulher por tortura, onde o inquérito foi enviado ao Ministério Público.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO