Menu
Busca quarta, 29 de janeiro de 2020
Interior

Médico preso acusado de fraudar licitações é flagrado com celular em cela

Vidigal foi isolado em cela disciplinar e um será aberto um Padic

12 dezembro 2019 - 09h58Por Dany Nascimento

O ex-secretário municipal de Saúde de Dourados, médico Renato Oliveira Garcez Vidigal, preso preventivamente há mais de um mês acusado de fraudes licitatórias, foi flagrado com um aparelho celular dentro da cela que ocupa na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

O flagrante aconteceu ontem (11). De acordo com o Dourados News, o caso foi comunicado à PF (Polícia Federal) e ao MPF (Ministério Público Federal), que no dia 6 de novembro deflagraram a segunda fase da Operação Purificação, denominada Nessum Dorma Adsumu, em conjunto com o MPE-MS (Ministério Público Estadual).

Vidigal foi isolado em cela disciplinar e um será aberto um Padic (Procedimento Administrativo Disciplinar). O médico é servidor municipal estatutário admitido em 5 de maio de 2017. Embora esteja lotado no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), do qual foi coordenador até ser preso, seu registro consta como licenciado. Em novembro, teve remuneração básica de R$ 12.010,08.