Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Interior

Padrasto confessa que espancou menino de um ano até a morte

Dourados

22 outubro 2013 - 11h07Por Carlos Guessy

Davidson Correia dos Santos, de 25 anos, foi preso na noite de ontem (21), acusado de ter espancado o enteado, Braian de Souza Silva, de um ano e oito meses, até a morte. O menino era filho de sua esposa e estava em casa junto com ele, na Rua dos Abacateiros, no Jardim Colibri, em Dourados (MS).

Segundo a polícia, ao observar que o menino não estava bem, o padrasto ligou para a mãe, que trabalha no shopping de Dourados, dizendo que Braian havia caído da cama e machucado a boca. Ao chegar em casa, a mulher percebeu que o garoto estava desacordado e acionou uma equipe do Corpo de Bombeiros. A criança foi levada para hospital, mas chegando na unidade, sua morte foi constatada.

Depois de contar a versão do marido, a mãe foi informada que os sinais no corpo da criança eram de agressão e não queda.
A Guarda Municipal de Dourados deteve o homem até a chegada da Polícia Militar. Davidson está preso em uma das celas da 1ª Delegacia e deve ser transferido ainda hoje (22) para a Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa, em Dourados.

Encontramos vestígios de sangue e sinais de roupas lavadas, na residência. Isso prova a intenção de "esconder o crime", afirmou a delegada Andreia Alves Pereira.

Davidson no inicio negou o crime mas depois confessou que agrediu a criança depois de ingerir bebida alcoólica.

 

Leia Também

Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Geral
Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Polícia
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Política
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS
CORONAVÍRUS
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS