(67) 99826-0686
Reviva centro

Produtores Orgânicos inauguram central de comercialização em Dourados

O barracão de 450 m², localizado no Bairro Izidro Pedroso, irá distribuir a produção de 170 associados

21 DEZ 2016
Assessoria
16h00min
Foto: Divulgação

O Secretário de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Mendes Lamas, participou, em Dourados, da inauguração da Central Regional de Distribuição de Produtos Hortifrutigranjeiros Orgânicos de MS  (Associação de Produtores Orgânicos de Mato Grosso do Sul). O barracão de 450 m², localizado no Bairro Izidro Pedroso, irá distribuir a produção de 170 associados.

O Secretário Fernando, elogiou o trabalho da Associação e comentou que o sucesso das ações desenvolvidas se deve em grande parte a dedicação de seus gestores e empenho dos associados.

A Central Ecológica teve recursos disponibilizados pelo Banco do Brasil e o processo, que tem apoio da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), da Secretaria Nacional de Agricultura Familiar e Fundação Banco do Brasil, foi intermediado pela Prefeitura de Dourados.

Durante a ativação da Central, que está localizada em anexo a uma das feiras na Rua Mozart Calheiros, próximo ao Residencial Izidro Pedroso, aconteceu uma reunião técnica das chamadas públicas do leite e sustentabilidade de Dourados; entrega das sementes através da Agraer/Semafes/Seade e palestras técnicas.

As feiras, além da comercialização dos hortifrutigranjeiros, também oferecem produtos caseiros, feitos nos sítios ou pelo sistema de economia solidária, como doces, produtos de panificação, de limpeza e artesanato, os quais completam a renda e melhoram as condições de vida das famílias que fazem parte do projeto.

REDE APOMS

A APOMS trabalha pela promoção de uma agricultura sustentável, baseada na agroecologia e no fortalecimento das relações de solidariedade, das quais participam cerca de 170 famílias que trabalham na produção de produtos com certificação.

A APOMS tem construído sua organização na forma de uma rede com os produtores agroecológicos do Estado. A rede se organiza com os Núcleos de Produtores que tem se formado naturalmente seja por afinidade e/ou proximidade, onde se destaca a importância da presença de uma liderança que assume a função de ser o elo com restante da Rede.

Formalizada como Associação no ano de 2000 com um grupo de produtores de café orgânico, evoluiu hoje para nove núcleos de produção com produtos diversos, inclusive com interesse no extrativismo sustentável. Até então a APOMS tem atuado como representação dos interesses de seus associados, tendo como objetivo maior a estruturação de seu SPG (Sistema Participativo de Garantias para produtos orgânicos) e que inclua em seu caderno de normas os critérios do Comércio Justo e Solidário.

A APOMS trabalha pela promoção de uma agricultura sustentável, baseada na agroecologia e no fortalecimento das relações de solidariedade, das quais participam cerca de 170 famílias que trabalham na produção de produtos com certificação.

A APOMS tem construído sua organização na forma de uma rede com os produtores agroecológicos do Estado. A rede se organiza com os Núcleos de Produtores que tem se formado naturalmente seja por afinidade e/ou proximidade, onde se destaca a importância da presença de uma liderança que assume a função de ser o elo com restante da Rede.

Formalizada como Associação no ano de 2000 com um grupo de produtores de café orgânico, evoluiu hoje para nove núcleos de produção com produtos diversos, inclusive com interesse no extrativismo sustentável. Até então a APOMS tem atuado como representação dos interesses de seus associados, tendo como objetivo maior a estruturação de seu SPG (Sistema Participativo de Garantias para produtos orgânicos) e que inclua em seu caderno de normas os critérios do Comércio Justo e Solidário.

Veja também