Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Interior

Produtores perdem peixes com cheia de rio em Mundo Novo

19 dezembro 2015 - 11h35Por Portal do Conesul

As chuvas fortes das últimas semanas, que deixaram 22 cidades em situação de emergência, prejudicaram pequenos produtores de peixe em Mundo Novo. A água subiu muito e parte dos peixes criados em tanques escaparam para o Rio Iguatemi.

A Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e a prefeitura estudam estratégias para amenizar os prejuízos, entre elas conseguir mais prazo para que os produtores paguem seus empréstimos.

Para o piscicultor João Andregeski Borke, os danos só podem ser calculados superficialmente, pois grande parte dos tanques continuam ilhados. “Tínhamos uma média de 30 toneladas de peixes em nossos 39 tanques. O rio já baixou e subiu o nível umas três vezes. Então, ainda não se pode dizer o quanto de alevino que escapou para o rio”, contou o produtor, que trabalha de forma cooperada.

O diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, se reuniu com piscicultores, acompanhado de cinco vereadores e da equipe do escritório local da Agência que presta atendimento a classe rural, na última terça-feira (15).

Enelvo falou sobre uma possível articulação com o banco quanto a renegociações dos empréstimos feitos através do Pronaf (Programa Nacional de Agricultura Familiar). Um diagnóstico sobre os prejuízos já foi elaborado pela equipe da Agraer de Mundo Novo. Até o momento cerca de 15 produtores já procuraram a instituição com interesse em resolver a situação.

A Agraer vai buscar parceria com o município para que seja feito um estudo para recuperação das propriedades, com a utilização de máquinas para o reparo dos tanques. “O governador Reinaldo Azambuja já sobrevoou o local com Gilberto Occhi [Ministro da Integração Nacional] para ver os estragos e, inclusive, já autorizou obras de recuperação de estradas e pontes. A Agraer dentro do que for possível também quer ajudar os piscicultores”, disse.

Após as chuvas, foram iniciadas obras para a reconstrução de 47 pontes, reforma de mais 54 pontes e a recuperação de 140 vias intransitáveis nas regiões afetadas. Na última terça-feira (15), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja esteve com sua comitiva em Mundo Novo e região para autorizar os trabalhos.