TJMS AGOSTO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 08 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
SENAI SUPER BANNER JULHO E AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Interior

Rapaz é condenado a 27 anos de prisão por matar e torturar colega acusado de estupro

O crime ocorreu por vingança, já que Lucas teria estuprado uma criança de seis anos

20 fevereiro 2020 - 14h24Por Dany Nascimento

Jorge Douglas da Silva, 20 anos, foi condenado a 27 anos, 3 meses e 3 dias de prisão acusado de torturar, estuprar e matar por asfixia um adolescente de 16 anos, em novembro de 2017, dentro da Unei Tia Aurora, em Três Lagoas. Ele foi julgado pelo tribunal do júri.

Conforme o JP News, Jorge está preso desde a época do crime no presídio de Dourados e foi ouvido por videoconferência sobre o assassinato de Lucas de Souza Araújo. Segundo o inquérito policial, Lucas morreu após uma sessão de tortura e estupro, dentro de uma cela da Unidade Educacional de Internação, na época instalada no bairro Parque São Carlos.

O crime ocorreu por vingança, já que Lucas teria estuprado uma criança de seis anos, em Paranaíba, motivo porque estaria na Unei. Jorge Douglas e um adolescente que ocupava a mesma cela usaram uma corda artesanal para asfixiar Lucas.