(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Reeducandos produzem 4 mil pães na penitenciária de Dourados

Pães

4 DEZ 2013
Da Redação
11h30min
Foto:Keila Oliveira

Inaugurada há cerca de três meses, a padaria da Penitenciária Harry Amorim Costa, em Dourados, já está produzindo uma média de 4 mil pães por dia. Além do estabelecimento penal, a produção abastece o semiaberto masculino e unidades educacionais de internação (Uneis) da cidade. 


Parte dos equipamentos do local foi adquirida por meio do projeto “Padaria Escola”, desenvolvido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), em convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). O restante foi comprado com recursos próprios do presídio. 

A padaria funciona diariamente durante 16 horas, com dez reeducandos trabalhando, divididos em dois grupos que se revezam. A produção é variada, são feitos pães franceses, doces, de hambúrguer, de forma etc. O espaço serve também como oficina de capacitação para os internos, já que constantemente cursos de qualificação na área são oferecidos.

Veja também