(67) 99826-0686
Origem - entregas

'SOS Rio Dourados' convoca população a reflorestar áreas degradadas

Ação acontece no dia 20 de novembro. Interessados em doar mudas, deve contatar grupo pelo celular 99852-3359, com Hedio Fazan

8 NOV 2016
Dourados Agora
07h49min

Fazer limpeza do rio Dourados e reflorestar áreas degradadas. Esta é a proposta do Clube de Imprensa de Dourados e do Rotary Clube Águia Dourada para o dia 20 de novembro. É o segundo ano consecutivo que as instituições se reúnem com o apoio de voluntários para a campanha "S.O.S Rio Dourados", pedido de socorro para o principal rio da região.

Convites estão sendo feito para várias entidades e qualquer pessoa que queira participar da ação pode se juntar à campanha. "Queremos que as pessoas conheçam de perto a realidade do nosso rio. Por todo o leito há lixo esparramado e árvores foram devastadas", diz Hedio Fazan, presidente do Clube de Imprensa.

Na edição do ano passado, realizado em fevereiro, mais de uma tonelada de lixo foi retirado do rio, nas imediações do distrito de Culturama, em Caarapó. Resto de mobília, pneus, rodas, colchão, bateria de carro, vaso sanitário e muita lata de cerveja e garrafa foram recolhidos de alguns trechos do rio.

Conscientizar a população a preservar os recursos naturais é a principal proposta. "Queremos chamar a atenção da sociedade para que ela possa ter responsabilidade com a natureza. É preciso entender que precisamos dos recursos naturais e cada um de nós temos que fazer a nossa parte", lembra Joaquim Ferreira, vice-presidente do Rotary Águia Dourada, que esteve na redação acompanhado da presidente Clara Endo e de Edvaldo Soares da Silva, responsável pelos projetos humanitários do Águia Dourada.

A Polícia Militar Ambiental (PMA) será um dos parceiros do S.O.S Rio Dourados, bem como várias outras entidades como Sanesul e Instituto do Meio Ambiente (Imam), que farão doação de mudas de árvores. Já está confirmada a presença de pelo menos 30 embarcações, da PMA e de pescadores da região.

A proposta é a de plantar cerca 1.500 mudas de árvores nativas e frutíferas. Cerca de 800 espécies já estão garantidas. "Por se tratar de um trabalho de grande porte, que envolve limpeza e plantio, precisamos de voluntários e quanto mais pessoas participar, melhor será o desempenho da nossa ação", explica Hedio Fazan.

Em praticamente todo o entorno do rio há trilhas e, no leito, a presença de desmatamento é grande, o que tem provocado assoreamento e erosões. A utilização de recursos naturais para atividades agrícolas também é outro fator que tem trazido consequências para principal rio que leva água para mais de 200 mil pessoas.

Encontro

No domingo, dia 20, os voluntários vão se reunir às 6h no trevo da Bandeira, em Dourados, localizado no entroncamento da Hayel Bon Faker com a BR-463. De lá seguirão para Caarapó, região conhecida como pesqueiro do Divino, onde haverá café da manhã e equipes se dividirão para realizar a limpeza e o plantio.

A ideia é que o trabalho se encerre até 13h, com realização de almoço de confraternização no pesqueiro, para aqueles que decidirem permanecer no local. Mais informações podem ser obtidas com Hedio, pelo telefone: 99852-3359.

 

Veja também