Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
GOV FEMINICIDIO
Interior

Universitários vão fechar BR-060 em Sidrolândia, por ônibus gratuito

Protesto

02 novembro 2013 - 17h23Por Carlos Guessy e Kerolyn Araújo

Universitários de Sidrolândia decidem fechar a BR-060, que dá acesso a Capital Campo Grande. Eles decidiram após se reunirem na manhã de hoje (02) em assembleia geral entre os universitários da cidade, por conta do cancelamento do passe gratuito para universitários que estudam em Campo Grande.

Eles irão bloquear, como primeiro ato, a BR-060, a partir de segunda-feira (04) às 17:30h. Manifestando contra o corte de 48% do orçamento de transporte universitário. Até um evento no Facebook foi criado, para convocar os estudantes da região.

Os estudantes exigem que a lei, que garante o transporte coletivo, volte a Câmara Municipal de Sidrolândia e seja aprovada ainda este ano. Pois cerca de 600 estudantes da cidade dependem do transporte, sendo que muitos não têm condições de pagar pela diária, que seria cerca de R$ 15, cada viagem.

A acadêmica de Enfermagem, Monalisa Machado, 19 anos,  se mostra indignada com a atitude da prefeitura de Sidrolândia. " O ex prefeito manteve o transporte gratuito por oito anos, e agora o atual quer cortar. Manter o ônibus foi proposta de campanha. Eles alegam que não tem dinheiro, mas para onde está indo o dinheiro do município?", disse Monalisa.

Ela ainda diz que, existem pessoas que tem condições de ir para a faculdade com carro, mas a maioria dos acadêmicos precisam do transporte, devido a necessidade.  "Tem gente que tem como ir, tem carro e condição de custear, mas a maioria não. Tem gente que paga a faculdade, ajuda em casa e isso faz diferença. Muita gente vai parar de estudar se for cobrado".

No dia 30, a Associação dos Universitários de Sidrolândia se reuniu com o prefeito Ari Basso, que, segundo assessoria de imprensa, garantiu que o transporte não seria cortado, porém na sexta-feira (01), uma linha que ônibus foi suspensa.

Segundo assessoria, o secretário do transporte, José Luiz Olindo, afirmou que errou na contagem de alunos que estudam em Campo Grande, e para conter gastos, suspendeu a linha.

 

 

Leia Também

VÍDEO: idoso de 99 anos vence Covid-19 em Coxim
Interior
VÍDEO: idoso de 99 anos vence Covid-19 em Coxim
Depois de bater no pai, homem xinga vizinha no Itamaracá: 'Preta, vagabunda'
Polícia
Depois de bater no pai, homem xinga vizinha no Itamaracá: 'Preta, vagabunda'
Artista de MS impressiona pelo detalhismo e se destaca na reprodução de fotos
Algo mais
Artista de MS impressiona pelo detalhismo e se destaca na reprodução de fotos
Motorista que bateu em carro de mulher que morreu em acidente assume que bebeu
Polícia
Motorista que bateu em carro de mulher que morreu em acidente assume que bebeu