Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Na Lata

Na Lata: vereador faz lei inútil e trabalhosa, só pra levar NÃO gigante da prefeitura

Além de gerar mais papelada e burocracia, a lei é totalmente desnecessária

26 fevereiro 2019 - 12h00Por Capitu

Na lista de projetos inúteis está proposta apresentada pelo vereador Odilon de Oliveira (PDT), que inclui o nome do cônjuge ou maior de 18 anos que resida com o consumidor nas contas mensais de serviços essenciais, a fim de atestar sua residência.

Além de gerar mais papelada e burocracia, a lei é totalmente desnecessária, pois regra estadual já define que o comprovante de residência pode ser atestado por declaração de próprio punho do sul-mato-grossense. Resultado: projeto foi vetado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD).