Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
Tema Livre

ARTIGO: Carnaval é tempo de alegria e de cuidado com furtos virtuais

21 fevereiro 2020 - 11h03Por Andressa dos Santos Fidelis

O carnaval está aí! As escolas de samba, os bloquinhos e os trios elétricos já estão preparados para atrair e arrastar centenas de milhares de foliões pelas ruas e sambódromos. Porém, assim como temos preparativos para festejar, os criminosos estão online e prontos para atacar!

Hoje em dia nos deparamos com internet sem fio em praticamente todos os lugares, como comércios, bares, restaurantes e até mesmo praças públicas. Tal facilidade de conexão acaba promovendo um aumento nos números de roubos de dados pessoais realizados através dessas redes públicas. 

Podemos encontrar golpes sendo aplicados de diversas maneiras, entretanto, a forma mais ‘’atrativa’’ ainda é a disponibilização de acesso à internet através de wi-fis públicos.

Por ser um período festivo onde as pessoas estão envolvidas pelo embalo dos blocos, desfiles e claro pela diversão, e cada vez mais pessoas têm sido vítimas de golpes, dentre eles o Phishing, que é a forma que cibercriminosos utilizam para ter acesso ao celular através da conexão wi-fi e acabam por roubar números de contas bancárias, senhas de acesso de aplicativos de cartão de crédito, CPF e demais informações pessoais.

Com o avanço da tecnologia e consequentemente com a necessidade de diálogo e respostas rápidas, acaba por se tornar um hábito procurar e conectar o celular em redes públicas. Todavia, acessar uma rede desconhecida é o mesmo ‘’dar sorte ao azar’’, facilitando a ação dos golpistas conhecidos como hackers. que estão apenas aguardando alguém que conecte o celular em sua armadilha.   

Ainda que utilize uma rede pública é recomendado não realizar qualquer tipo de transação, dentre elas, transações bancárias e preenchimento de dados pessoais, que são as ações preferidas dos golpistas.

Assim, podemos concluir que nem sempre iremos nos deparar com pessoas de boa índole oferecendo um acesso gratuito à redes sem fio, e infelizmente, algumas conexões  não passam de portas de entrada para golpes e fraudes, portanto, ainda que estivermos caindo na folia, o ideal é proteger o seu celular para não ser alvo de ataques cibernéticos.

* Andressa dos Santos Fidelis, Suporte Jurídico do escritório Resina & Marcon Advogados Associados. Bacharel em Direito pela Universidade UNIDERP, no ano de 2017. Tem experiência em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário. E-mail: andressa@resinamarcon.com.br.