Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Na Lata

Na Lata: mistérios com advogado e nomes famosos rondam julgamento de assassino

No fim, julgamento só pra inglês ver

15 agosto 2018 - 09h35Por Ian Bergman

Um guarda municipal com dinheiro para pagar um dos advogados mais caros de Campo Grande, se não o mais caro. Nomes que aparecem e desaparecem de processo judicial. Testemunhas não chamadas. Réus tirados de última hora do banco do julgamento. 

Esses são apenas alguns dos mistérios que cercam o julgamento de José Moreira Freire, acusado de assassinar a tiros o delegado aposentado Paulo Magalhães.

Freire, com verba registrada que não chegava a 2 mil reais por mês, contratou para defesa Renê Siufi, advogado de nomes simples como de André Puccinelli. De onde vem o dinheiro, ninguém justifica.

O sumiço de nomes importantes e famosos do inquérito policial para o julgamento então, nem se fala...

No fim, julgamento só pra inglês ver.