Menu
quinta, 22 de outubro de 2020
Oportunidades

Ciência sem Fronteiras abre inscrições para mestrado

Intercâmbio

02 dezembro 2013 - 08h00Por Agência Brasil

O Programa Ciência sem Fronteiras começa a oferecer, a partir de hoje (2), bolsas de estudo no exterior para mestrado profissional, conforme informou a presidenta Dilma Rousseff. Anunciado em outubro pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, esse tipo de curso – diferentemente do mestrado acadêmico – prevê formação mais específica, voltada para o mercado de trabalho. O curso tem duração aproximada de dois anos.

Para participar do Ciência sem Fronteiras, o estudante precisa ter feito, pelo menos, 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter um bom desempenho na universidade brasileira onde estuda, que pode ser pública ou privada. O governo federal paga todos os custos da viagem, a mensalidade da universidade lá fora, o alojamento, a alimentação e também um curso para quem precisa melhorar o domínio do idioma do país onde está.

Ao todo, o programa concedeu 60 mil bolsas em dois anos, sendo 48 mil para estudantes de graduação. Ainda segundo a presidenta, 14,6 mil estudantes já terminaram os estudos no exterior e voltaram para o Brasil para continuar o curso superior. Ela lembrou que a meta é oferecer 101 mil bolsas do Ciência sem Fronteiras até o final do ano que vem, sendo 75 mil pelo governo federal e 26 mil por empresas.

Leia Também

Amigos pedem ajuda por usuário de drogas em surto no Colibri: 'precisa ser internado'
Cidade Morena
Amigos pedem ajuda por usuário de drogas em surto no Colibri: 'precisa ser internado'
Culpa do Bolsonaro? Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de produtos para vacina
Geral
Culpa do Bolsonaro? Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de produtos para vacina
É da ruim: PF apreende quase meia tonelada de cocaína em Ponta Porã
Interior
É da ruim: PF apreende quase meia tonelada de cocaína em Ponta Porã
Candidato nega 'autopromoção' e que assessor usou perfil por engano para comentar no Facebook
Interior
Candidato nega 'autopromoção' e que assessor usou perfil por engano para comentar no Facebook