Menu
quarta, 28 de outubro de 2020
Oportunidades

Nova portaria permite remarcação de perícia médica agendada e não realizada no INSS

Na semana passada, após a confusão na reabertura das agências do INSS no país

22 setembro 2020 - 10h28Por Dany Nascimento

Uma Portaria publicada hoje (22), no Diário Oficial da União autoriza a remarcação de perícia médica agendada e não realizada através do telefone 135 do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Essa remarcação será permitida "nos casos de não comparecimento do usuário na data agendada ou em que não foi possível a realização do atendimento" na data previamente agendada.

"A perícia médica será remarcada para o local de atendimento inicialmente agendado", diz o texto.

De acordo com o G1, a portaria esclarece, porém, que a possibilidade de remarcação pela Central 135 não se aplica para as agências que permanecem fechadas ou para as agências que não ofertem serviços de perícia médica, por ocasião da retomada do atendimento presencial.

Na semana passada, após a confusão na reabertura das agências do INSS no país, o órgão tinha informado que a remarcação da perícia médica seria feita de maneira automática para quem já tinha agendado uma data e não conseguiu o atendimento em razão do não retorno ao trabalho dos peritos.

149 peritos voltaram ao trabalho em 57 agências

Na véspera, o governo informou que as perícias foram retomadas em 57 das 100 agências que estavam abertas. Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, 149 peritos do INSS retornaram ao trabalho nesta segunda-feira (21). Segundo a secretaria, foram feitas 1.376 perícias presenciais. Ainda de acordo com o governo, 486 peritos deveriam ter retornado ao trabalho na segunda-feira.

Já a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) divulgou uma lista com 87 agências consideradas aprovadas para retorno dos peritos médicos.

As unidades foram divididas em agências "aptas" e "aptas com restrição". Segundo a associação, as agências com restrição voltarão a atender com alguma pendência que não impede o retorno imediato do público, como consultório interditado ou equipamento em falta.

Ao todo, o INSS tem 3,5 mil peritos, mas nem todas as agências estão liberadas para o retorno desses profissionais – e parte deve seguir em trabalho remoto. O país tem cerca de 1,5 milhão de processos na fila do INSS, incluindo 790.390 que aguardam perícia médica.

Leia Também

Sinpol apoia combate à covid e vai fazer testes em policiais no feriadão em Bonito
Cidades
Sinpol apoia combate à covid e vai fazer testes em policiais no feriadão em Bonito
Juiz nega recurso e mantém candidatura do PCO barrada em Campo Grande
Cidade Morena
Juiz nega recurso e mantém candidatura do PCO barrada em Campo Grande
Apesar da promessa, governo diz que não tem previsão de pagar 13º do Bolsa Família
Geral
Apesar da promessa, governo diz que não tem previsão de pagar 13º do Bolsa Família
Em horário noturno, candidatos citam distritos e corredor de ônibus em Campo Grande
Cidade Morena
Em horário noturno, candidatos citam distritos e corredor de ônibus em Campo Grande