Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
ALMS
Oportunidades

Prefeitura oferece curso de costura e reforma geral para pais de alunos da Cidade dos Meninos

Durante o curso, os alunos vão aprender a fazer arremate e confecção de pequenas peças

03 março 2020 - 09h52Por Nathalia Pelzl

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Social do Trabalho (Funsat), vai oferecer, em parceria com o projeto Cidade dos Meninos, o curso de costura e reforma geral para os pais dos alunos da instituição.

O curso aberto nesta segunda-feira (2) será realizado pela Escola de Qualificação da Funsat e já conta com 25 inscritos.

Ministrado pela professora Roseli Moretti, da Funsat, o curso vai abrir 40 vagas com duração de três semanas e será totalmente gratuito, incluindo o material. Durante o curso, os alunos vão aprender a fazer arremate e confecção de pequenas peças, segundo divulgado.

Cidade dos Meninos

A Cidade dos Meninos de Campo Grande/MS é uma ONG de iniciativa privada e sem fins lucrativos que oferece cursos profissionalizantes. Tem como objetivo ajudar jovens a se tornarem verdadeiros cidadãos qualificados e integrados à sociedade.

A instituição funciona dentro de uma rotina à semelhança de uma escola de ensino regular, onde a maior característica é o desenvolvimento de bons hábitos de estudos, de bom comportamento e de civismo.

Fundada em dezembro de 1998, a Cidade dos Meninos passou a receber os primeiros jovens em Agosto de 2001 e já beneficiou mais de 5.500 adolescentes.

Leia Também

Secretaria de Saúde tenta viabilizar 68 novos leitos de UTI em Campo Grande
Saúde
Secretaria de Saúde tenta viabilizar 68 novos leitos de UTI em Campo Grande
Na Lata: Covid de Bolsonaro é maior propaganda de cloroquina
Na Lata
Na Lata: Covid de Bolsonaro é maior propaganda de cloroquina
Campo Grande diminui casos de dengue no 1º semestre; 21 mil a menos que 2019
Cidade Morena
Campo Grande diminui casos de dengue no 1º semestre; 21 mil a menos que 2019
Campo Grande tem 72% dos leitos de UTI ocupados
Cidade Morena
Campo Grande tem 72% dos leitos de UTI ocupados