(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Resultado final do concurso da Assembleia é publicado

Fez a prova? Confira se você foi classificado!

22 DEZ 2016
ALMS
12h03min
Foto: Divulgação

A Fundação Carlos Chagas (FCC) divulgou nesta quinta-feira (22/12) o resultado final dos cargos de nível superior do I Concurso Público de Provas e Títulos destinado ao provimento de cargos efetivos do quadro de pessoal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. A lista completa dos candidatos habilitados por ordem de classificação está disponível no Diário Oficial do Legislativo clicando aqui e também no site da FCC clicando aqui.

O resultado definitivo foi divulgado antecipadamente da data prevista (27/12), após análises de títulos comprobatórios conforme normas estabelecidas no Capítulo X, do Edital de Abertura. Os cargos providos são para analista em Recursos Humanos, arquiteto, assistente jurídico, assistente social, biblioteconomista, cerimonialista, consultor de processo legislativo, contador, economista, engenheiro civil, jornalista, médico, publicitário e redator e revisor de debates.

Cotas

A Mesa Diretora informa que uma Comissão Especial será formada, no retorno das atividades parlamentares em 2017, para avaliar os candidatos habilitados para as reservas de vagas especiais. A data, local e horário das entrevistas serão publicados oportunamente em edital específico nos sites da FCC e do Diário do Legislativo

Os candidatos inscritos e habilitados na condição de pessoas com deficiência, de acordo com o Capítulo V do Edital de Abertura, serão convocados para a avaliação a ser realizada pela Junta Médica da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul ou por ela credenciada, objetivando verificar se a deficiência se enquadra na previsão da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas (Decreto Legislativo 186/2008 e Decreto 6.949/2009), com os artigos 3º e 4º, do Decreto 3.298/1999, da Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça – STJ, do Decreto Federal 8.368/2014 e da Lei Estadual 3.681/2009.

Estes candidatos deverão apresentar, conforme exigido no Capítulo V do Edital de Abertura, o documento de identidade original e laudo médico (original ou cópia autenticada) expedido no prazo de até 12 meses anteriores à referida avaliação, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID), a provável causa da deficiência, contendo a assinatura e o carimbo do número do CRM do médico responsável por sua emissão, bem como apresentar os exames necessários para comprovação da deficiência declarada.

Todos os candidatos inscritos e habilitados ao programa de reserva de vagas aos negros e indígenas serão convocados para entrevista, de acordo com o art. 4º do Decreto Estadual 13.141/2011 e da Lei Estadual 4.900/2016, conforme dispôs o Edital Retificado 04/2016. Aos indígenas, a Comissão Especial, confrontará a declaração à Cédula Oficial de Identidade (RG) expedida pela Secretaria de Segurança Pública, com registro da etnia indígena ou com o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) expedido pela Fundação Nacional do Índio (Funai) ou certidão de nascimento constando a etnia indígena.

Depois desta fase, a Mesa Diretora deverá homologar o concurso em Diário Oficial. Os resultados dos cargos de nível médio já foram divulgados e podem ser consultados novamente clicando aqui.

Veja também