Menu
domingo, 22 de maio de 2022 Campo Grande/MS
FAMASUL MAIO BANNER
Polícia

Acusado de matar capataz em Bela Vista se apresenta e diz estar arrependido

Advogado explicou que o acusado não havia se apresentado antes por temer represálias e que ele se sente arrependido do crime

26 janeiro 2022 - 14h20Por Vinicius Costa

Edgar Correia, 57 anos, acusado de matar o capataz Norberto Felipe Echeverria, 45 anos, a tiros no último sábado (22), se apresentou para à Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (26), na presença de seu advogado, na Delegacia de Jardim.

Principal suspeito, o homem teria promovido uma emboscada para cometer o assassinato.

Após cometer o crime, Edgar deixou o local e ficou foragido por pelo menos três dias. Nesse meio tempo, a polícia pediu um mandado de prisão preventiva contra o acusado.

O advogado João Carlos afirmou que o acusado tinha conhecimento do mandado de prisão, mas que ainda não havia se apresentado por temer represálias, principalmente da família, e tinha intenção de se entregar para a polícia como forma de colaborar com as investigações.

Questionado se estaria arrependido do crime, Edgar Correia disse que sim e explicou brevemente ao site Jardim MS News, que fez todo o movimento como defesa pessoal, pois notou a presença de um revólver com Norberto Felipe, por isso disparou contra ele.

O acusado ainda explicou vir sofrendo ameaças da vítima.

Ainda segundo o site, a prisão de Edgar foi confirmada e ele aguardará a sentença no presídio Máximo Romero, em Jardim.

O caso

O crime ocorreu na madrugada deste sábado (22). A mulher relatou à polícia que seguia em um carro e o namorado em outro. Em dado momento, os dois foram fechados e o ex-marido atirou na vítima.

Conforme o boletim de ocorrência, o suspeito impediu a vítima de ajudar Norberto. A Polícia Militar foi acionada e encontrou o corpo da vítima perto do carro. No veículo dele foi achado um revólver, que seria pertence dele.