Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
Polícia

Adolescentes são apreendidos após ameaça de massacre em escola

Dupla pretendia matar colegas e professores; faxineira encontrou recado alertando para o atentado

20 setembro 2019 - 10h47Por Da redação/Portal Angélica

Dois alunos de 13 anos, estudantes de uma escola estadual da cidade de Três Lagoas foram levados para a delegacia para serem ouvidos depois de um bilhete com ameaça de um massacre na instituição de ensino ser encontrada pela faxineira nesta segunda-feira (16). No recado estava marcado um massacre para esta sexta-feira (20) contra alunos e professores.

A funcionária avisou o diretor da escola. O bilhete dizia: “No dia 20/09/2019 – Atentado na Escola, com objetivo de matar 32 pessoas e 4 professores, seremos heróis”. O responsável pela instituição chamou a Ronda Escolar que identificou dois garotos responsáveis pelo recado, a dupla confirmou a intenção de matar colegas e docentes por estarem passando por problemas pessoais em casa.

Segundo o site Sigo News, um dos jovens contou que o pai era agressivo e alcóolatra, o outro contou que morava com a mãe e irmãs e que não tinha atenção em casa. No material escolar deles, a polícia encontrou em um dos cadernos um desenho de uma suástica com a sigla “PCC” e a data 20/05/1999, fazendo referência ao Massacre de Columbine.

No material do outro garoto foi encontrado no seu caderno um desenho do Bart Simpson armado e chorando, com o dizer “Sociopat” na parte superior da imagem, uma outra imagem de um homem atirando com o dizer “Para a felicidade de um a tristeza de outros”. Já nos celulares foi encontrado imagens de armas.

No aparelho de um deles havia uma imagem do garoto com uma arma de fogo e imagens de pessoas tristes, e no celular do outro aluno foi localizado fotos dos dois com bandanas de caveiras, imagens e textos do atentado acima mencionado, além dos vídeos do atentado de Suzanom, São Paulo. O Conselho Tutelar foi chamado para acompanhar o caso.