SOLURB JULHO 4

quinta, 18 de julho de 2024

Busca

quinta, 18 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 3 semanas

Amigo pediu para Rafael diminuir a velocidade pouco antes do acidente na Mascarenhas

Ele estava como passageiro no veículo, conduzido por Rafael e confirmou que ambos beberam antes do acidente

Presente no momento do acidente, o amigo de Rafael Borges de Oliveira, 27 anos, acusado pela morte de Mateus Pires da Costa, de 61 anos, relatou à polícia que, pouco antes do acidente, pediu para que Rafael diminuísse a velocidade.

Ele estava como passageiro no veículo, conduzido por Rafael. No carro, também estava a esposa grávida do motorista.

Eles seguiam pela Avenida Mascarenhas de Moraes quando no cruzamento com a Rua do Seminário ocorreu o acidente fatal. A batida aconteceu no fim da noite deste sábado (22), região do bairro São Francisco, em Campo Grande.

Durante depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) - Cepol, o homem relatou que, por volta das 21h40, recebeu uma mensagem de Rafael o convidando para 'dar umas voltas de carro'. Ele aceitou o convite e Rafael foi buscá-lo em casa.

Os dois, então, trafegaram pela Avenida Cônsul Assaf Trad, pararam em uma conveniência e, cada um, bebeu uma garrafa long neck de cerveja. Em seguida, eles continuaram o passeio, acessando a Avenida Mascarenhas de Moraes.

De início, o homem conta que Rafael dirigia tranquilamente, no entanto, conforme avançavam pela avenida, ele começou a acelerar. Nervoso, ele pediu ao amigo que diminuísse a velocidade, dizendo "vai com calma, acabamos de começar a noite", relata.

O pedido não foi acatado. Rafael cruzou a Rua 14 de Julho, passou o pontilhão e, no cruzamento com a Rua do Seminário, desrespeitou o semáforo vermelho, ocasionando a batida.

O homem afirma que foi tudo muito rápido. Segundo ele, como o vidro do carro é escuro, ele não conseguiu ver o motociclista, percebendo apenas quando ocorreu a batida. Ele afirma que ficou em choque com a colisão.

Segundo ele, ambos estavam bem, pois mal haviam bebido, no entanto, não soube dizer se Rafael já havia bebido antes do acidente. O motorista permaneceu no local após a batida, assumiu que bebeu, mas negou o teste do bafômetro.

Ele foi apontado como embriagado pela equipe policial que esteve no local, devido aos claros sinais, e foi preso em flagrante. Em seguida, ele foi encaminhado para a delegacia.

O caso

Mateus foi atropelado e morto na hora, no fim da noite deste sábado (22). O acidente ocorreu na Avenida Mascarenhas de Moraes, região do bairro São Francisco, em Campo Grande.

O motorista foi apontado como embriagado pela Polícia, mas negou o fato. Conforme registro policial, o condutor, de 27 anos, que conduzia um Ford Fiesta, passou no vermelho na esquina da rua do Seminário, batendo na moto do idoso e o matando na hora. 

Ele alegou que perdeu o freio e 'tentou passar o mais rápido possível' no sinal, acelerando. O motorista se negou a fazer o teste do bafômetro, mas foi apontado como embriagado pela equipe policial que esteve no local, devido aos claros sinais, ainda conforme o boletim de ocorrência.

Porém, ele assumiu ter tomado 'uma cerveja' e que não possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O motociclista foi arremessado 18 metros e morreu na hora.

Houve risco de linchamento e o motorista foi 'escondido' em uma ambulância. Ele estava acompanhado de um amigo e da esposa grávida.

Além da moto, o motorista atingiu outros dois veículos que estavam estacionados próximos do local da batida. Ele foi preso e vai responder, inicialmente, por homicídio culposo (sem intenção de matar).

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO