TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Antes de morrer, ex-prefeito deu 11 tiros de 9mm em pistoleiros

15 setembro 2015 - 15h05Por Alessandra Carvalho

Ex-prefeito, ex-deputado estadual e federal, o empresário Oscar Goldoni chegou a reagir e conseguiu fazer 11 disparos de pistola 9 mm antes de ser assassinado, por volta das 12h desta terça-feira (15). Ele foi morto por pistoleiros, que pararam ao lado da caminhonete que dirigia no pátio do Detran do bairro Marambaia, na cidade de Ponta Porã, distante 346 quilômetros da Capital.


Goldoni estava saindo do prédio do Detran quando encontrou os pistoleiros, que estavam armados com fuzis 5,56 e pistola 9mm e realizaram os disparos. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.  Não foi informado se os disparos realizados da arma do empresário chegaram a atingir os pistoleiros, que fugiram após a execução, conforme informações do site Ponta Porã Informa. 


Segundo a Polícia, ele tinha 66 anos e estava afastado da política. O empresário comandava indústria de refrigerantes Vô Kiko e fazendas no município e nasceu na cidade de Anta Gorda, no Rio Grande do Sul. Goldoni também foi proprietário de uma churrascaria em Ponta Porã. Dentre as empresas do grupo estão a Junior Cerealista, Junior Transportes e Óleo Junior.


Em 2014, ele foi candidato a deputado estadual, cargo que também já havia ocupado na carreira política. O prefeito da cidade de Ponta Porã, Ludimar Novais, que está sem partido, disse para a imprensa local que vai decretar luto oficial.


Veja o vídeo: