SOLURB JULHO 4

quinta, 18 de julho de 2024

Busca

quinta, 18 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 1 semana

Assassinado no Coophavila II perdeu o sobrinho com 63 tiros no Rouxinóis (vídeo)

Morte de João Paulo Maldonado Osório aconteceu há 6 meses e ficou bastante conhecido em Campo Grande

Um sobrinho de Elias da Silva Maldonado, de 36 anos, morto a tiros na noite deste domingo (7), no Coophavila II, em Campo Grande, também foi assassinado a tiros há seis meses. Elias era tio de João Paulo Maldonado Osório, 27 anos, morto com 63 tiros em dezembro passado, no bairro Rouxinóis.

João Paulo foi morto em frente a uma conveniência, no fim da noite do dia 28 de dezembro, na Rua Querubina García Nogueira, quando os atiradores chegaram em uma motocicleta Honda Twister velha e efetuaram os disparos.

Segundo a polícia na época, ao menos 63 tiros foram disparados. A perícia foi acionada e recolheu 53 capsulas de munição calibre .9 milímetros, e 10 cápsulas de .40 no local. O assassinato foi registrado por câmeras de videomonitoramento próximas.

Osório tinha diversas passagens pela polícia, com registros por tráfico de drogas e receptação após esconder uma caminhonete roubada. Ele também teria chegado a ser membro de uma quadrilha organizada, que promovia o tráfico interestadual de drogas e revendia o entorpecente em diversos pontos da cidade. 

Outro sobrinho de Elias, cujo nome não foi informado, também tem um histórico que pode ajudar nas investigações policiais. Segundo a esposa de Elias, o sobrinho estaria há 2 anos desaparecido no estado do Rio de janeiro.

Morte de Elias

Elias foi assassinado a tiros na noite deste domingo (7), na porta de casa, na frente da esposa. O casal havia realizado uma festa no local e, ao fim, Elias foi levar os filhos para a casa. Ao voltar, enquanto a esposa abria o portão, ele foi executado com vários tiros na cabeça.

Conforme registro policial, uma equipe da Polícia Militar foi abordada pelo cunhado da vítima. Ele teria informado que Elias teria sido alvejado por disparos de arma de fogo na Rua Marambaia, no bairro Tarumã, em frente à residência onde mora e provavelmente já estaria sem vida.

Os policiais, então, foram ao local e constatou a veracidade dos fatos. De imediato, uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, constatando o óbito.

Aos policiais, a esposa de Elias teria relatado que estavam fazendo uma pequena festa no interior da casa e que, em um determinado momento, o marido teria saído de carro para levar os dois filhos embora.

Ao retornar, ela teria ido abrir o portão quando Elias desceu do carro e deixou cair o celular no chão. No momento em que ele se abaixou para pegar o aparelho, ela viu um homem alto, magro e de capacete desembarcar de um veículo, aparentemente uma Honda ARV de cor preta, já com uma arma de fogo na mão.

O suspeito teria efetuado vários disparos contra a vítima. Segundo a mulher, havia mais gente dentro do veículo além do que desembarcou, efetuando os disparos.

A Polícia Civil e a perícia criminal foram acionadas. Conforme a perícia, a vítima foi alvejada com vários disparos na região da cabeça e costas.

O carro foi recolhido para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa. O caso é investigado.

 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO