TCE Novembro
Menu
domingo, 05 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Polícia

Atriz instala câmeras escondidas para mostrar agressões de marido

Empresário teria ameaçado esposa e família; ela teme ser morta pelo marido

19 novembro 2018 - 15h20Por Da redação / Isto É

A atriz Cristiane Machado, que já atuou em várias novelas da TV Globo, gravou em vídeo as agressões que sofreu do marido, o empresário Sergio Schiller Thompson-Flores, em sua casa no Rio de Janeiro (RJ) em agosto deste ano.

Reportagem do Fantástico, da TV Globo, mostrou o ex-diplomata empurrando, batendo e tentando enforcar Cristiane. A atriz afirmou que ele ameaçou ela e sua família e denunciou o marido à polícia por temer ser morta.

Os dois se conheceram em março de 2017 e se casaram  no civil em novembro do mesmo ano. Segundo Cristiane, “Começa muito sutil (…) com empurrão, ou às vezes uma palavra grosseira. Ele me diminuía, me chamava de burra. Eu não podia mais ter senha no meu celular, ele tinha que ter acesso ao meu celular. Sempre que eu discordava dele era uma briga. Aí um dia ele chegou nervoso do trabalho, estressado, eu perguntei por que ele tava estressado e ele falou ‘não quero falar com você’. E aí me deu o primeiro empurrão. Me bateu. Me deu o primeiro tapa. Na cara.”

Após quebrar a casa em que moravam com uma machadinha, ela conseguiu chamar a polícia e o marido foi preso em flagrante. Ele saiu da cadeia após pagar fiança, mas foi proibido pela Justiça de se aproximar da esposa.

Em seguida, a atriz decidiu manter o casamento religioso que estava marcado.  Ela disse que ele “pediu desculpa na frente dos filhos. Disse ‘todo mundo já sabe que eu tô errado. E eu acabei perdoando.” Mas mesmo depois do casamento, a violência continuou.  Após diversas ameaças, ela decidiu instalar câmaras no quarto e denunciou o marido à Delegacia da Mulher.

Em nota, os advogados de Sergio Thompson-Flores negam que as agressões tenham ocorrido e dizem que as acusações são motivadas por interesse financeiro. Sobre as imagens, alegam que foram editadas por Cristiane e que representam uma reação a uma ação anterior que teria sido praticada por ela.