TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Bandidos são presos após gastarem dinheiro de vítimas em 'baladas' na Capital

25 setembro 2015 - 09h53Por Mariana Anunciação

Após assaltarem duas mulheres, de 49 e 54 anos, em frente ao Cemitério Santo Antônio, em Campo Grande, por volta das 20h30 de quarta-feira (23), três bandidos passaram a noite gastando o dinheiro das vítimas em “baladas” e acabaram presos no dia seguinte.

O delegado da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos, Carlos Delano, informou que, na manhã de ontem (24), a polícia deteve Gabriel Fernandes Ferreira, 18 anos, após abordagem de rotina, durante diligências pela cidade.

Ele estava conduzindo o veículo Gol com mais quatro pessoas, aparentando embriaguez e com som alto. Ao abordá-los na Rua 26 de Agosto esquina com Avenida Bandeirantes, foi encontrado dentro do automóvel documentos suspeitos. Checando no sistema, foi constato que os cartões teriam sido roubados. Com isso, Gabriel foi encaminhado à delegacia e os demais liberados como testemunhas.

Em seguida, a polícia saiu em diligências à procura dos demais autores do crime. Renan Alves Alpires de 19 anos e Júlio Cesar Peralda dos Santos, 21 foram encontrados em suas residências no Bairro Jardim Paulista. Foram encontrados a arma do crime, pistola bereta 6.25, munições, maconha e alguns pertences das vítimas, como dois celulares, bolsas e cerca de R$ 150,00.

A arma tinha sido escondida na casa de um amigo deles. O suspeito ainda não foi encontrado, mas a polícia informou que deverá autuá-lo por receptação. Em depoimento, Gabriel contou que estaria dirigindo quando os demais saíram para render e roubar as vítimas. Em seguida, segundo o delegado, todos foram bebem em um bar de Campo Grande. Julio Cesar teria ido dormir, enquanto Renan e Gabriel continuaram “festando” em uma boate.

“Infelizmente, a vítima deixou anotado a  senha do cartão e eles raparam o limite de R$ 1.000,00 para ir em baladas”, contou o delegado. O momento do flagrante de Gabriel seria quando ele voltava da festa para residência. "Há fortes indicativos de que os três estão envolvidos em outros crimes. O modo de operarem com o maquinário, descrições contundentes de vítimas. Estamos investigando”, destacou Delano.

 

Apenas Júlio Cesar tinha passagens por roubo, furto, ameaça e tráfico. Todos responderão por roubo, associação criminosa, além disso, Gabriel também foi autuado por dirigir embriagado.