Menu
Busca segunda, 21 de outubro de 2019
Top Ms
Polícia

Casal é preso por assassinato brutal após festa em condomínio

Dupla confessou o crime, que teria sido motivado por ciúmes

12 outubro 2019 - 17h55Por JPNews

A Polícia Civil de Três Lagoas conseguiu esclarecer, em menos de seis horas, a autoria de um homicídio ocorrido durante a madrugada deste sábado (12) no residencial Orestinho, zona Oeste da cidade.

Um casal foi preso em flagrante pelo crime. Willian Ferraz da Silva, de 21 anos, e namorada Cíntia Lauane de Amorim, de 28, confessaram o assassinato de Adriano Inácio Coelho, a pedradas, após o trio participar de uma festa em um apartamento do residencial Tucano.

Adriano foi morto a pedradas e teve o rosto desfigurado, segundo a Polícia Civil, que juntou pedaços de concreto e de telhas que teriam sido usados como armas pelo casal. O corpo do agente foi encontrado por moradores do prédio onde ocorreu a briga.

O delegado de plantão, Marcílio Ferreira Leite, disse que o casal foi identificado por volta das 9h após o cruzamento de informações de onde teria ocorrida a festa e o crime. Willian e Cíntia disseram apenas que a causa do crime foi ciúme, sem revelar detalhes.

Os dois foram levados para celas separadas, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) com decreto de prisão preventiva expedido pela Justiça. O inquérito do homicídio deve ser concluído nesta semana.

Antecedentes

Willian Ferraz da Silva já cumpriu pena por tráfico de drogas entre 2016 e o ano passado, no presídio de Três Lagoas. Chegou a fugir do presídio, em 2017, com outros dois detentos e foi recapturado pela Polícia Militar.