TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Comodidade? Giroto vai usar cano como chuveiro e só com água fria

12 novembro 2015 - 09h21Por Rodson Willyams e Dany Nascimento

Acostumado com as coisas boas que a vida lhe proporcionou, o ex-secretário do Ministério dos Transportes, Edson Giroto, vai estranhar as condições oferecidas na cela que vai ocupar na sede do Garras, em Campo Grande. O ex-político se apresentou por volta das 6 horas desta quinta-feira (12), após a Justiça revogar o Habeas Corpus que concedeu a liberdade a Giroto e a ex-presidente da Agesul, Maria Wilma Casanova Rosa.

Segundo o titular do Garras, delegado Fábio Peró, a cela que o ex-político permanecerá é limpa, mas devido ao clima, é quente. Caso Giroto queira se banhar, ele terá que 'gritar' para os agentes ligarem a água, gelada, já que na cela não há chuveiro com água quente ou morna, há apenas um cano que sai da parede.

No entanto, enquanto o ex-candidato a prefeito de Campo Grande permanecer no local para cumprir a prisão temporária decretada pela Justiça, poderá receber alimentação da família, caso não queria comer a comida vinda do presídio de Campo Grande. "Caso eles queriam trazer, os alimentos também não podem ser perecíveis porque pode, estragar já que não tem aonde guardar", informou o delegado.

A família ainda poderá encaminhar um colchão, que não é fornecido na delegacia. Produtos de higiene pessoal e poucas roupas também serão permitidas. "Ele chegou nesta manhã de calça jeans, mas aconselhamos que ele fique de bermuda e chinelos para se refrescar e fugir do calor. Por conta de cela ser ao lado da sala de plantão, ela é limpa. A moça da limpeza sempre passa máquina no local".

Peró ainda afirmou que até o momento, Giroto será o único a permanecer no local, já que Maria Wilma, poderá ser encaminhada para a 2ªDP, delegacia que a mesma permaneceu da primeira vez que foi detida. O mandado de prisão preventiva já está na sede do Garras.