(67) 99826-0686
Dengue FEV

De boca de urna a selfie: pessoas são detidas nas eleições em MS

Na Capital, todas as pessoas foram levadas e ouvidas na Superintendência da Polícia Federal

2 OUT 2016
Anna Gomes e Amanda Amaral
14h38min
Foto: Geovanni Gomes/Arquivo

Cometendo crime eleitoral, várias pessoas foram detidas neste domingo (2), em Mato Grosso do Sul. Os delitos foram de boca de urna, distribuição de panfletos e até ‘selfie’ em frente à urna eletrônica.

De acordo com a Polícia Federal (PF), na superintendência de Campo Grande, até o começo da tarde de hoje, havia três TCO (Termo de Ocorrência Circunstanciada), que é um registro de um fato tipificado como infração de menor potencial ofensivo, ou seja, os crimes de menor relevância.

Na Capital, uma pessoa foi flagrada fazendo boca de urna, outra distribuindo santinhos e, por último, uma fazendo selfie em frente à urna eletrônica. Todas foram levadas e ouvidas na Superintendência da Polícia Federal, em seguida, serão liberadas.

Já segundo o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), no interior do Estado, nas cidades Guia Lopes da Laguna, Coxim e Itaporã, totalizaram em quatro prisões de candidatos que foram pegos fazendo boca de urna. No município de Mundo Novo também teve uma prisão pelo mesmo crime, mas era um eleitor.  

Em Campo Grande, no período da manhã, também teve registro de um fiscal de partido tumultuando uma sessão. Havia uma pichação na parede da escola com número de um partido, o fiscal pediu para o homem apagar, não havia como acatar o pedido, e então o fiscal se descontrolou. Um juiz eleitoral foi chamado e o homem foi retirado da sala, mas não foi detido.

Veja também