tce janeiro
CNH - MOTO
Menu
sexta, 28 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Defesa revela paradeiro de Olarte e diz que ele estava em São Paulo

02 outubro 2015 - 11h18Por Rodson Willyams e Dany Nascimento

O advogado do prefeito afastado, Gilmar Olarte (PP por liminar), Jail Azambuja, retornou na manhã desta sexta-feira (2), na sede da 3ª Delegacia de Polícia, localizada no Bairro Carandá Bosque, para entregar roupas, objetos de higiene pessoal e um colchão novo que será colocado em um dos beliches na cela de 24 m², em que Olarte já ocupa. Um dos advogados de defesa afirmou que Olarte estaria em São Paulo na casa de familiares.

Jail Azambuja afirmou que ingressou ontem (2), com um pedido de habeas corpus para tentar reverter a prisão temporária de Gilmar Olarte, mas que o pedido foi encaminhado para o Superior Tribunal de Justiça em que o pedido será analisado pelos ministros. Porém, o fato do prefeito ter sido considerado foragido após não ter sido entrado pelos oficiais de Justiça, não pode pesar na hora em que o ministro prenunciar sobre o caso.

O advogado João Carlos Veiga Junior que também na trabalha na defesa do prefeito afastado, revelou o paradeiro de Gilmar Olarte à imprensa. Segundo ele, Olarte estaria em São Paulo, acompanhado da esposa Andrea Olarte, na casa de familiares.  

Junior ainda disse a reportagem, que o prefeito não estava impedido de deixar o município de Campo Grande, mesmo com a investigação do Gaeco em curso. E assim que ele foi informado sobre a decisão retornou a Capital imediatamente.

Jail Azambuja afirmou também a equipe do Top Mídia News, que Olarte teria chegado a Capital durante a madrugada e que se reuniu com ele antes, e os dois conversaram por cerca de 10 minutos em que foi tratado o assunto foi a entrega a polícia.

Gilmar Olarte teve a prisão temporária decretada no último dia 30 de setembro. O prefeito chegou a ser considerado foragido da polícia e se entregou hoje às 5h15 da manhã. O prazo da prisão temporária termina na próxima quarta-feira (7), mas ela pode ser prorrogada por mais cinco dias.