TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Trabalho investigativo da Denar resulta na apreensão de três toneladas de drogas na Capital

Entorpecentes

23 JAN 2014
Ana Rita Chagas
06h35min
Foto: Geovanni Gomes

O trabalho investigativo feito pela Denar (Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico) no município de Campo Grande resultou na apreensão de três toneladas de entorpecentes em 2013. De acordo com o delegado João Paulo Sartori, o número supera em 20% a quantidade obtida em 2012, que foi de duas toneladas.

Segundo Sartori, o índice é fruto de ações intensificadas para combater o narcotráfico na Capital. “Nós também conseguimos efetuar cerca de 400 prisões, em 2013 e isso se deve a uma ação mais ativa na repressão ao tráfico de entorpecentes aqui em Campo Grande”, avalia.

Lei do abate – Levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal  mostra que Mato Grosso do Sul bateu recorde nas apreensões de maconha e cocaína em comparação a outros estados brasileiros. Das 118 toneladas apreendidas no Brasil, 54 toneladas aconteceram no Estado, representando 45,7% do total. “A lei do abate, que derruba as aeronaves suspeitas de tráfico de entorpecentes, que estejam sobrevoando o espaço aéreo, também pode ter ajudado no aumento das apreensões”, disse o delegado remetendo-se a fronteira seca que MS faz com Paraguai e Bolívia.

Conforme os dados divulgados pelo Ministério da Justiça, de janeiro a outubro de 2013, a quantidade de entorpecentes apreendida na fronteira passou de 68 para 87 toneladas, em comparação ao ano de 2012. As regiões que mais ocorreram apreensões foram Ponta Porã, Dourados,e Corumbá, por ser fronteira com a Bolívia. Segundo levantamento, a PRF em Mato Grosso do Sul apreendeu em média, 4,5 toneladas de maconha por mês, 150 quilos por dia, 6,5 quilos por hora e 110 gramas por minuto.

Ações integradas - Em 2013, a Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras) investiu mais de R$ 320 milhões em ações conjuntas entre órgãos de segurança pública das esferas federal, estadual e municipal para intensificar as estratégias de combate ao narcotráfico nas regiões de fronteira.

Veja também